Arquivo

Archive for the ‘Destaque Haiti’ Category

HAARP: 48 horas antes do Terremoto no Haiti

janeiro 28, 2010 Deixe um comentário

Eis os dados do trabalho dos americanos dias 10, 11 e 12 de Janeiro 2010… Note o fim da atividade, precisamente no momento do sismo do Haiti.

Fonte: you tube e fim dos tempos.net

Blue Fairy

Anúncios
Categorias:Destaque Haiti

Ajude o Haiti

janeiro 24, 2010 Deixe um comentário

Vamos Ajudar o Haiti

 

Vamos nos solidarizar com nossos irmãos do Haiti nesse momento tão dramático.

Depósitos podem ser feitos nas seguintes contas, no Brasil:

Embaixada do Haiti no Brasil
Banco do Brasil
Agência 1606-3
Conta corrente 91.000-7
CNPJ 04170237/0001-71

Cruz Vermelha
HSBC
Agência 1276
Conta corrente 14526-84
CNPJ é 04359688/0001-51

Viva Rio
Banco do Brasil
Agência 1769-8
Conta corrente 5113-6
CNPJ 00343941/0001-28

Care Internacional Brasil
Banco Real-Santander
Agência 0373
Conta corrente 5756365-0
CNPJ 04180646/0001-59

Pastoral da Criança
HSBC
Agência 0058
Conta Corrente 12.345-53
CNPJ 00.975.471/0001-15

Caixa Econômica Federal*
Agência 0647
Conta corrente 3.600-1
CNPJ 00.360.305
* As doações da Caixa serão encaminhadas à Coordenação de Assistência Humanitária (Ocha, na sigla em inglês) pelo Programa Mundial de Alimentação (PMA) da Organização das Nações Unidas (ONU) e pelo Escritório das Nações Unidas.

Blue Fairy

Categorias:Destaque Haiti

Novo tremor Atinge o Haiti e Provoca Pânico

janeiro 20, 2010 Deixe um comentário

PORTO PRÍNCIPE (Reuters) – Um forte tremor atingiu o Haiti nesta quarta-feira, levando as pessoas às ruas da capital Porto Príncipe saindo em pânico de prédios dias depois do terremoto que devastou a cidade.

O Centro Geológico dos Estados Unidos disse que o abalo teve magnitude 6,1 e seu epicentro foi a 42 quilômetros a oeste-noroeste de Jacmel.

Não havia informações imediatas sobre danos por conta do novo terremoto, que aconteceu pouco depois do amanhecer.

Autoridades haitianas afirmam que o número de mortos por conta do terremoto de magnitude 7 do dia 12 de janeiro é de entre 100 mil e 200 mil.

Temendo novos abalos, milhares de pessoas têm dormido nas ruas de Porto Príncipe desde a tragédia.

(Reportagem de Patrick Markey)

Categorias:Destaque Haiti

Haiti Destruição Total

janeiro 20, 2010 Deixe um comentário

Quando soube sobre a destruição no Haiti fiquei completamente sem palavras. O que estamos fazendo com o nosso planeta? Que esta destruição nos faça repensar as nossas atitudes antes que seja muito tarde, abaixo você encontrará as principais notícias deste pesadelo vivido pelos Haitianos.

Terremoto de grande magnitude atinge a capital e região mais populosa do país, Porto Príncipe, e deixa dezenas de milhares de feridos e uma cidade em escombros.

O presidente do Haiti, René Préval, agradeceu ao mundo pela ajuda enviada à empobrecida nação do Caribe após o devastador terremoto que ele comparou com um bombardeio em tempos de guerra.

“Os danos que vi aqui podem ser comparados aos danos que você veria se o país fosse bombardeado por 15 dias. É como em uma guerra”, afirmou o líder de 66 anos à Reuters, em uma entrevista do lado de fora da delegacia de polícia que se tornou sua casa e gabinete na capital Porto Príncipe.

O tremor de magnitude 7, que devastou grande parte da montanhosa cidade costeira na terça-feira, também fez desmoronar o elegante palácio presidencial e sua própria casa.

Autoridades do Haiti, a nação mais pobre do Ocidente, dizem acreditar que o número de mortos possa ficar entre 100 mil e 200 mil, e que três quartos da cidade precisarão ser reconstruídos.

Préval, que como muitos compatriotas pareceu atordoado com a enormidade da catástrofe, afirmou que não dormiu por dois dias após o terremoto.

“Eu não tenho uma casa, eu não tenho um telefone, este é o meu palácio agora”, afirmou, sorrindo sem graça e apontando para a sede da polícia judicial, onde ele está morando.

Várias vezes ele tirou um Blackberry de seu bolso para mostrar que não havia sinal, para ilustrar os grandes problemas de infra-estrutura e comunicações que seu país enfrenta, enquanto os esforços de ajuda internacional ganham força.

Falando calmamente, mas visivelmente abalado, Préval afirmou que conversou na manhã de sexta-feira com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e com o secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), Ban Ki-moon, para discutir as iniciativas de ajuda que estão sendo enviadas para o Haiti.

“Eles ofereceram simpatia e disseram que farão tudo o que podem para ajudar. Agradeço pela atenção que eles estão dando à situação no Haiti”, afirmou Préval, que vestia uma camisa solta.

“Temos de reconstruir tudo”
O presidente haitiano, que certo momento verificou vítimas do terremoto que chegavam em ambulâncias, não quis arriscar um número de mortos na tragédia.

“Não vou arriscar um palpite”, afirmou Préval, embora várias autoridades nacionais e internacionais tenham dito que o número de mortos possa chegar a dezenas de milhares.

“Temos de reconstruir tudo. O palácio caiu, o Parlamento desmoronou, o Palácio de Justiça caiu”, afirmou.

Perguntado sobre o custo da reconstrução, Préval afirmou: “A ONU está em melhor posição para avaliar isso do que nós. O PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) afirmou considerar que mais de 500 milhões de dólares serão necessários.”

A falta de comunicação é um grande problema: “Praticamente não há telefones (funcionando). É difícil até ligar para se encontrar com o primeiro-ministro”, afirmou Préval.

Também há preocupações quanto à disponibilidade de combustível. “Temos de assegurar que haja gasolina disponível para as empresas de telefonia celular e para os caminhões que estão carregando os corpos. Os hospitais estão cheios”, acrescentou.

Caminhões lotados de cadáveres estão levando corpos para valas comuns cavadas às pressas em pelo menos uma região fora da capital, mas milhares de corpos ainda estão sob os escombros.

Autoridades informaram que há saques e crescente indignação e frustração entre os sobreviventes do terremoto enquanto a ajuda internacional demora a chegar devido aos grandes desafios logísticos.

Perguntado sobre qual dos seguintes itens é prioridade ¿ comida, água, comunicações ou polícia nas ruas, ele disse: “Todos, meu amigo. Todos.”

Categorias:Destaque Haiti